viva la vulva – somos nós inteiras em todas as “partes”

viva la vulva – somos nós inteiras em todas as “partes”

13 de maio de 2019

Vulvoscopia FF – viva la vulva

A vulva é o maior desafio para a mulher começar a se ( re) conhecer, a se desfrutar e a se amar.

Desde crianças, fomos censuradas na investigação natural do auto toque, na alegria espontânea de ficarmos nuas, de nos cheirarmos, de experimentar nossos fluidos, de estarmos livres e felizes na deliciosa descoberta do prazer em nossos corpos.

Fechar e fechar e fechar as pernas e não mais tocarmos em nós mesmas foi nos distanciando desta intimidade orgânica, saudável: fonte de autoestima, de auto amor e de autoconfiança.

Começamos a sentir vergonha, insegurança, achar que tínhamos um problema, algo errado, algo feio entre as pernas.

E fomos bloqueando mais e mais nossos impulsos eróticos/ vitais e endurecendo e endurecendo nossas pelves.

Até estar concretizado o pior dos danos do sistema patriarcal sobre nós: a amnésia pélvica, o congelamento da potência de nossas entranhas, a desconexão com nosso sentir vulva-coração, a insatisfação brutal na intimidade.

É como se vivêssemos separadas de nossa pelve, de nossa vulva, de nossa vagina, de nosso clitóris.

É como se cada uma das “ partes” fossem apenas partes – O QUE NÃO SÃO! SOMOS NÓS INTEIRAS EM TODAS AS “ PARTES”. Nós somos o nosso corpo!

Já é hora de trabalhar para curar o passado e aprender no aqui e agora sobre intimidade e sexualidade como caminhos de potência e amor pela própria vida – o que vai muito, mas muito além da restrita e passageira experiência de viver a sexualidade apenas como genitalidade.

Coragem para a transformação, para receber o fogo que há em ti e te chama!

E eu sigo aqui, para ajudar no que puder!⠀⠀⠀

Bençãos de coragem, fé e amor

Fernanda Franceschetto
fêmea, mãe, escritora, gestalt-terapeuta, atriz, jornalista e mística moderna

www.fernandafranceschetto.com⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Bençãos de coragem, fé e amor