o corpo da mulher é a nossa primeira terra

o corpo da mulher é a nossa primeira terra

25 de março de 2019

Vulvoscopia FF

Somos seres orientados ao prazer.

Desde o útero das fêmeas-mães às tetas e ao corpo quente da mulher que é a nossa primeira terra, registramos o sentido do prazer em todas as nossas células. E não precisamos de compreensão intelectual para ter plena consciência instintiva que o sentido de prazer é o sentido do amor teorizado na palavra em algum momento.

Complica-se tudo a medida que vamos crescendo e sendo afastados dos corpos de nossas mães – pais/ cuidadores – através de inconscientes e cruéis processos de domesticação do instinto. Traumas que nos fazem cair do paraíso e chegar à outras terras, à outros corpos onde a dor se propaga como vírus até ser   “ normalizada” nos relacionamentos.

Estamos em tempos de encarar a dor, deixarmos de fingir que não a sentimos, por medo de não sermos acolhidos. Vamos com coragem, dar-nos conta que a dor é o alimento das nossas sombras e máscaras em condutas culturais-patriarcais.

A luz sempre seguirá o prazer, a alegria e a gratidão de estarmos vivos. Através do corpo nos comunicamos com a alma. Quando gozamos, sendo quem somos, iluminamos a nós e aos que nos tocam.

Experimenta a travessia da dor ao prazer. Volta para tua casa original. Aprende a limpar, a cuidar e a curar teu corpo- templo sagrado.

 

Bençãos de coragem, fé e amor⠀

Fernanda Franceschetto

fêmea, filha, mãe, escritora, terapeuta gestalt, atriz, jornalista e mística moderna

 

www.fernandafranceschetto.com⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀