Natal é um ritual de (re)nascimento do AMOR

Natal é um ritual de (re)nascimento do AMOR

16 de janeiro de 2020

Natal é um ritual de (re) nascimento do AMOR.

É a vinda da criança sagrada, incarnada no ventre de toda mãe que pisa sobre esta Terra e que pari sua criatura.

Somos fragmentos da mesma luz que simboliza o nascimento de Jesus, o menino que faz da caminhada existencial uma via para a absoluta expansão da consciência, que a torna Crística, iluminada, transcendente às trevas da ignorância mundana que nos separa como seres e irmãos de humanidade, através do sistema patriarcal que nos divide em egoísmo e competição.

Jesus torna-se Cristo ao INCARNAR o AMOR ao PRÓXIMO em cada respiração, pensamento, sentimento e atitude.

Reverenciar este símbolo de Natal é abrir espaço para refletir desde o coração, para nos reorientarmos sobre como estamos nos relacionando como pessoas, uns com os outros.

Não precisamos mais de dogmas nem de religiões opressoras, que usam inclusive a figura de Jesus (um revolucionário pelo amor) para dominar e estabelecer poder.

Precisamos nos inspirar em seres iluminados para cultivar uma espiritualidade livre e autêntica, para nosso trabalho interior de consciência, para aprendermos a amar a nós mesmos para amar ao próximo, para sermos melhores pessoas, presentes genuínos para o outro, veículos de esperança, coragem e amor para fazer valer esta VIDA!

Para irmos além dos egos e entrarmos em unidade, e sentirmos o que está no fundo de todos nós e que é o nosso SER ESSENCIAL, Jesus falava de “ conversão”: convertei-vos! Metanoieté!

A palavra grega “ metanoia” pode ser traduzida como “ mudança de espírito”, “ mudança de comportamento”.

Precisamos de um novo comportamento e de uma nova consciência coletiva, do nascimento de uma nova semente de AMOR e ESPERANÇA dentro de nós!

Desejo que a criança sagrada que habita cada um de nós nos guie!

Que possamos voltar a amar, sorrir, perdoar, confiar e transformar nossas vidas e relacionamentos pelo BEM e EVOLUÇÃO de todos nós!

Feliz Natal!

Autoria: Fernanda Franceschetto
Vulvoscopia FF – A jornada íntima para tornar-se mulher sem tabu

Imagem: @hadasimages