me transformo em autoamor e autocompaixão

me transformo em autoamor e autocompaixão

26 de novembro de 2019

Vulvoscopia FF – “ A jornada íntima para tornar-se mulher”, por Fernanda Franceschetto

Corpo – tema I ⠀/ Autopenetração ( ou Vazio Fértil )

Penetro o corpo ao silenciar a voracidade das vozes mentais, desejosas por resultados imediatos a cada fazer do dia.

Fecho os olhos, respiro, acolho a turbulência gerada na carne pelas nuvens de pensamentos sem fim.

Permito a cabeça cair das alturas e aterrisso no território seguro, na totalidade concreta e imediata de minha existência: a pele.

Respiro e abro o caminho entre o coração e a pelve. Sem objetivo. Sem pressão. Sem expectativa.

Me transformo em autoamor e autocompaixão.
Se há lágrima, que venha.
Se há raiva, que venha.
Se há riso, que venha.
Se há medo, que venha.
Acolho toda emoção que precisa sair.

Aos poucos, faço a travessia ao vazio fértil, ao aqui e agora absoluto: abertura e desapego de resultado. Um total “ estar aí”, sendo o que se é. PRESENÇA PLENA.

Quem assume o comando do eu, do ego, da falsa identidade, é a alma, o SER.
O corpo torna-se templo.
E o prazer, erotismo íntimo, sagrado: puro AMOR em SI. .⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Autora: Fernanda Franceschetto, “ A jornada íntima para tornar-se mulher” – Vulvoscopia FF

FF: comunicadora, jornalista, atriz, terapeuta gestalt, tântrica.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀