maternidade é o aqui-agora permanente: a maior escola de ralação de ego

maternidade é o aqui-agora permanente: a maior escola de ralação de ego

29 de agosto de 2018

Salve, mulher!

Salve mãe-coragem!

Não há guru, escritura sagrada, prática mística ou templo que se compare a um recém nascido

e em seu contínuo processo para tornar- se pessoa:

o filho reflete integralmente o indivíduo que somos na luz e na sombra.

Não há montanha para onde fugir e meditar.

A maternidade é a maior escola de ralação de ego.

É o aqui e agora permanente.

É tomada de consciência sem folga para contemplar.

É ver o outro e ver a si mesmo todo o tempo;

é escutar o outro e dar ouvidos ao que ocorre dentro de si a cada instante;

é colocar- se no lugar do outro e doar- se por completo,

uma e outra vez.

O filho é a Vida pura e autêntica sendo manifestada e podendo ser acompanhada

em apenas dois caminhos: através do Amor ou através da Dor.

A escolha da ação é sim responsabilidade da mãe:

um desafio incomparável com qualquer outro trabalho ou função no mundo.

A mãe é a primeira Terra.

E será a referência principal para a caminhada do filho no planeta.

Se a relação humana com a mãe for vivenciada no sentido da transparência;

do que é Bom, Belo e Verdadeiro…assim seguirá o filho em relação ao mundo.

Seja o que a vida lhe apresentar, sua base será firme para caminhar em direção à luz e realizar seu propósito nesta vida.

Querer um mundo melhor é responsabilizar- se pelo desenvolvimento amoroso, humano e consciente deste filho no mundo.

 

Bençãos de coragem, fé e amor

Fernanda Franceschetto

fêmea, filha, mãe, gestalt-terapeuta, atriz, jornalista e mística moderna

 

www.fernandafranceschetto.com