lapidando a nudez profunda e imediata

lapidando a nudez profunda e imediata

9 de dezembro de 2019

A jornada íntima para tornar-se mulher, sem tabu – Vulvoscopia FF

Amor e intimidade

De relação em relação, sigo lapidando minha nudez profunda e imediata: olho nos olhos, toco a pele inteira, beijo com carinho e vontade, faço sexo e amor sendo radicalmente quem sou: sem performance, sem máscara, sem jogo, sem falsidade, sem mentira.

O essencial é não trair os sentidos e impulsos para “ ter que” me adequar ou agradar alguém.
Ao contrário: confio na vulnerabilidade, em estar aberta e profundamente conectada com meu corpo, em pleno estado de atenção e presença no aqui e agora, permitindo o SENTIR e o FLUIR natural do prazer.

A expansão orgástica vai provocando um contágio de intimidade profunda.

Não há preocupação com uma conquista, ou objetivo nem com o gozo final; há interesse pleno no processo do encontro com a outra pessoa, do amar por inteira.

Autora: Fernanda Franceschetto
Vulvoscopia FF – A jornada íntima para tornar-se mulher, sem tabu.

Foto: Fernanda Franceschetto por @ronaldoamboni