a integração feminino-masculino como via de libertação

a integração feminino-masculino como via de libertação

29 de agosto de 2018

Salve, mulher! Salve, irmandade!
É urgente ampliar o olhar sobre o feminino – e sobre o masculino.
Esta é a polaridade que sustenta a V I D A e a condição humana, independente da forma física que manifestemos ou da orientação sexual.
Já é hora de vencermos juntos a ignorância individual que nos S E P A R A, nos julga, nos categoriza e diminui o valor de nossas existências fazendo com que nos sintamos P E R D I D O S em vidas incompletas, vazias e sem sentido.
A integração íntima feminino-masculino é o mais desafiador trabalho de L I B E R T A Ç Ã O, autoconhecimento e despertar para qualquer indivíduo que quer – e tem o direito inato – de viver em liberdade e plenitude em si mesmo, experimentando o  Ê X T A S E  e  a  P A Z   que existe em nossos corpos sagrados.
O patriarcado foi construído por todos: somos herdeiros e praticantes deste sistema falido que inclui a família, a educação, a cultura, a religião, o sexo, a sociedade, a política, a economia…
Está em nosso sangue, mente e inconsciente coletivo toda a construção patriarcal na história da humanidade: em nossas atitudes diárias e em nossa herança dos antepassados – que sofreram brutalmente e não tinham meios para dar-se conta, para mudar, como hoje temos e podemos compartilhar e contagiar!
Não dá pra escolher um “ lado”, “ um grupo” para ficar ou para “ defender”.
A própria I D E I A  de  S E P A R A Ç Ã O  é  base do patriarcado!
O sistema nos faz competir, nos separa uns dos outros a todo o momento, em todos os sentidos.
Basta de ignorância e guerras disfarçadas ou declaradas no dia a dia e/ou entre quatro paredes.
Todos  S O M O S   V Í T I M A S   e   O P R E S S O R E S  neste sistema falido.
Enquanto seguimos nos identificando com um dos lados, seguiremos incompletos e vazios.
É urgente o tempo de I N T E G R A Ç Ã O do feminino-masculino.
É urgente confiarmos que é S E G U R O manifestar o feminino e o masculino dentro de cada um de nós e externamente.
Vamos expressar nossos sentimentos!
Vamos falar através do coração!
Vamos abrir os braços e oferecer acolhida, calor e ternura!
Vamos chorar sem medo ou vergonha!
Vamos romper a dureza e gritar a dor que sentimos para poder limpar e abrir-nos mais!
Vamos experimentar a vulnerabilidade: ser honestos uns com os outros!
Vamos agir profissionalmente não pelo resultado e competição, mas pelo processo de autocrescimento, pelo partilhar e servir uns aos outros através das virtudes que cada um de nós trouxe a este mundo!
Vamos ser fortes para enfrentar a mentira, a falsidade e a manipulação!
Vamos ter coragem para ser humildes e querer aprender a tocar sexualmente no corpo do outro, plenos em desejo e entrega para o antes, o durante e o depois!!!
Vamos recuperar a criança interna e curar as suas feridas para que possamos A B R I R  novamente nossos corações completos, inteiros e integrados no feminino- masculino!
Bençãos de coragem, fé e amor
Fernanda Franceschetto
fêmea, filha, mãe, gestalt-terapeuta, atriz, jornalista e mística moderna
                                                        www.fernandafranceschetto.com