espiritualidade é a prática da autotransformação

espiritualidade é a prática da autotransformação

17 de dezembro de 2018

Salve, mulher. Salve, irmandade.

Coragem para fechar os olhos e entrar dentro de ti.

Nada pode ser mais transformador do que te ver por dentro, escutar teus pensamentos,

S U S T E N T A R a tua P R E S E N Ç A, venha o que vier.

É assustador.

É libertador.

P A R A R e R E S P I R A R.

Abrir a porta do agora e N Ã O F A Z E R.

Permitir-se E S T A R   A Í.

Sem expectativa.

Sem intenção.

Sem desejo por resultado ou busca do tipo: “ meditar em paz de espírito” – autoengano!

Quem entra em si, através do silêncio e foco na presença, antes de mais nada, encontra os próprios demônios em festa!

Uma intensa coreografia mental- emocional avassaladora.

Abrir-se para observar e reconhecer este baile sombrio – aspectos negados de si mesmo, sistema de crenças e condutas automáticas perante a vida – é o caminho para dar-se conta e deixar de reproduzir do lado de fora o mesmo inferno.

A espiritualidade – assim como a libertadora sexualidade – é a prática da autotransformação:

baixar mais e mais à terra, em presença, aqui e agora.

E quanto mais se conhece o diabo,

mais consciente nos tornamos de que ele está mesmo a serviço de deus, dentro de nós.

 

Bençãos de coragem, fé e amor

Fernanda Franceschetto

fêmea, filha, mãe, escritora, gestalt-terapeuta, atriz, jornalista e mística moderna