entrego à luz o tabu vivido pela imensa maioria em nossos tempos

entrego à luz o tabu vivido pela imensa maioria em nossos tempos

18 de fevereiro de 2019

Vulvoscopia FF

Entrego à luz o tabu vivido pela imensa maioria das mulheres de nossos tempos: a própria vulva.

O símbolo máximo da vida, da potência criadora e criativa, da sabedoria intuitiva e vivencial, do êxtase livre e natural, da autorrealização individual e espiritual, do amor incondicional à terra e às criaturas foi mutilado pelo sistema patriarcal.

Proponho um choque instintivo e contagioso de consciência, um relembrar urgente, um recordar imediato da obviedade criadora, da toda poderosa natureza feminina, um despertar radical do pesadelo que castrou a mulher em sua genitalidade – sexualidade, usando-a como buraco para um sem fim de impulsos doentios e desvirtuados de machos e fêmeas embriagados pela ignorância cultural.

Só há um caminho: a vontade como potência para a própria transformação. Dar-se conta da negação e abandono de si mesma, abrir-se para expressar e confiar na acolhida da DOR para descobrir o auto amor – e desde aí, aprender a experimentar o vínculo autêntico, prazeiroso e seguro seja como fêmea, mulher, mãe, companheira, filha, irmã, amiga…

A coragem para despertar, limpar, reconhecer e curar a própria vulva levará a mulher a experimentar sua sexualidade-espiritualidade profunda. É o que eu chamo de parir a si mesma. A cada dia, a cada relação, a cada agora. Aprender a viver sendo a mulher que realmente É. Com toda a sua voz, com todos os seus lábios, com toda sua presença e unicidade neste mundo.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Viva la Vulva!

 

 

Bençãos de coragem, fé e amor

Fernanda Franceschetto

fêmea, filha, mãe, escritora, terapeuta, atriz, jornalista e mística moderna

 

imagem / ARTE: @ishowflag

 

www.fernandafranceschetto.com
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀