acorde a fera adormecida – guardiã de todas as dores

acorde a fera adormecida – guardiã de todas as dores

26 de novembro de 2018

Salve, mulher. Salve, irmandade.

Acorde a fera adormecida.

A que habita todas as jaulas, corpos-almas domesticados.

A que ruge à M E N T I R A que contamos a nós mesmos, especialmente nas relações íntimas.

A que é controlada à força para que os pactos não corram riscos de transformação.

A que observa amordaçada em silêncio, um culpando ao outro, pela falta de P R A Z E R ou merdas vividas.

Precisamos reconhecer a fera, guardiã da nossa D O R, seja que corpo for, macho ou fêmea.

Todos fomos extremamente C A S T R A D O S  e  R E P R I M I D O S

em nossa natureza selvagem – L I V R E.

Paremos com o jogo de justificar/ racionalizar fora o que só tem real solução na auto investigação e transformação interna.

Coragem para ser quem S O M O S por inteiro – masculino e feminino – dentro e fora de N Ó S.

 

Bençãos de coragem, fé e amor

Fernanda Franceschetto

fêmea, filha, mãe, escritora, gestalt-terapeuta, jornalista, artista e mística moderna

 

www.fernandafranceschetto.com